Notícias

Engeplus

Geral

Voltar20/12/2017

Profissional do Ano: discurso do engenheiro Ozires Silva

Imagem Profissional do Ano: discurso do engenheiro Ozires Silva

ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE SANTOS

11 DEZEMBRO 2017 OZIRES SILVA

Caros Amigos, Presidente e Dirigentes da AEAS:

Com grande prazer e apreço venho a esta Associação para agradecer e não  gostaria de cair na mesmice de um pronunciamento formal de agradecimento. E há razões para não ser formal. Estou numa comunidade, com pessoas e instituições que aprendi a respeitar ao longo dos anos. Embora minhas antigas ligações com Santos, elas foram acentuadas a partir da minha designação, como Reitor da UNIMONTE, em 2008. Confessar que gosto de estar aqui, pois sinto uma enorme generosidade e apreço, demonstradas e confirmadas pelo Prêmio, o de PROFISSINAL DO ANO, que recebo hoje da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos, sobretudo de seus Dirigentes e Associados!

Mas, ainda tomo um pouco de tempo para voltar a um passado pessoal, de enorme importância no presente, de alguma forma explicando por que estou aqui! Minha idade me permite voltar a 1954. Um competente e realmente visionário Engenheiro Aeronáutico da Força Aérea Brasileira, o Brigadeiro Casimiro Montenegro Filho, desde os últimos anos da década dos 1940, acentuava que o Brasil somente poderia produzir aviões sem que, antes, criasse engenheiros e técnicos.

E acentuava que a Educação competente seria uma transformação do futuro, pois era um lutador incansável sobre o extraordinário poder da Educação de transformar uma cidade, uma região ou um país. Ele, naquela época, era o Líder de um pequeno grupo que colocou esforços no sentido de criar o ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica em São José dos Campos. Afinal, em 1950 conseguiram que a Força Aérea Brasileira tomasse a decisão de criar o Instituto!!!

No final de 1954, nas suas novas instalações, graduou-se a primeira Turma de Engenheiros, que elegeu o Brigadeiro Montenegro para ser o seu Paraninfo. Foi uma surpresa, quando, no final da Cerimônia de Formatura, colocou, como palavras finais, algo do seu discurso de forte crença do futuro:

“CAROS FORMANDOS, VOCÊS ESTÃO PRONTOS!!! FORMADOS COM ENORME ESFORÇO, CARINHO E ATENÇÃO UM DIA VOCÊS

FABRICARÃO AVIÕES NO BRASIL!

EU, POSSO NÃO ESTAR AQUI PARA VER ESSE SUCESSO! MAS, QUE VOCÊS OS PRODUZIRÃO, TENHO CERTEZA!”

Sim, caros Colegas Engenheiros, Arquitetos e distintos convidados presentes, o Brigadeiro tinha razão!!! Anos depois, os brasileiros, GRADUADOS PELO ITA – como eu, cumpriram a previsão do Brigadeiro e, hoje, aviões brasileiros, criados e fabricados, liderados pelos seus colegas mais antigos, tornaram aquele sonho em realidade.

NOSSOS AVIÕES, COM NOSSAS MARCAS TIPOS E MODELOS, ESTÃO EM TODO O MUNDO!

Por que, em poucas palavras, conto essa longa história, cheia de eventos importantes, mas com uma grande conclusão!!! Algumas vezes fechamos nossos olhos e vem à nossa mente algo que gostaríamos de realizar, mas que, em face das circunstâncias, parece longe demais. Mas, também algumas vezes aquilo que pensamos, um sonho, nasce e continua perseguindo nossa imaginação. Sempre podemos ou não continuar!!!

Experiências idênticas em todo o mundo ensinam que não devemos desistir e mantendo as crenças, podendo confiar em nossos conhecimentos e em nossa capacidade  de aglutinar adeptos e conseguir ajuda! Precisamos  de  pensar  sempre  que realidades têm dimensões e formas, não nos lembrando que podemos ser impelidos por algo mais. Que, por ação de vontade, de dedicação e motivação não nos é permitido desistir. Que também somos acossados por ideias, distinguindo resultados, que emergindo insistentemente estimulam nossa imaginação, muitas vezes levando algo de novo acontecer!

Há coisas na vida que valem a pena, uma primeira vez ou não. Ser indicado como PROFISSIONAL DO ANO pela AEAS, é uma delas. A alegria profunda que senti quando fui  apontado, fui invadido por uma emoção genuína que sinto agora, nesta tribuna, confessando que estou vivendo um momento único.

Faço uma pequena interrupção do por que nós nos incorporamos à UNIMONTE, desde há dez anos. Professamos as mesmas crenças do Brigadeiro Montenegro quando colocamos que o Brasil somente pode crescer e se desenvolver, como todos nós ambicionamos, se for TRANSFORMADO PELA EDUCAÇÃO. A UNIMONTE é a nossa contribuição para Santos e para seus habitantes.

É a isso que estamos profundamente ligados, registrando com orgulho que, numa classificação nacional de poucas semanas atrás, promovida pelo Ministério da Educação, fomos colocados entre as melhores instituições de ensino do país! Estamos nos esmerando na capacidade de exercer nossas atividades!

Após muitas vitórias, também de frustrações, venho agora, no final da minha existência rica em aprendizado, dizer algumas coisas que talvez pautaram uma vida e que possivelmente possam ajudá-los a viver um grande futuro, bem-vivido, uma vida ética e feliz. Alguns valores e  crenças que sempre deverão ser cultivados. Não são somente os religiosos, mas um elenco de comportamentos racionais, atitudes positivas diante da vida.

As realizações humanas podem ser comparadas a uma escada, por vezes íngreme e com altos degraus. E sabemos que é impossível subir uma escada a partir do seu topo. E temos de começar pelo primeiro degrau que, olhado de longe, parece ser difícil de ser vencido.

Muitos atributos são necessários e, quando começamos, pode parecer que as dificuldades não serão fáceis, embora não os conheçamos a todos! Mas isso não importa. O que importa é nossa determinação, da mesma forma que determinaram, há anos, que um dia, hoje, 11 de Dezembro de 2017, eu poderia estar aqui e com a presença de cada um, que agradeço!

Sou um Transformado pela Educação!!! Os presentes também o são, pois, premiados por terem frequentado diferentes Escolas, galgaram a escada do conhecimento e da competência! 

Além dos seus conhecimentos técnicos atuais, desejo chamar a atenção de cada um para que encham seu mundo com grandes crenças que, essenciais, sempre os ajudarão a viver como a compreender a importância da sociedade que os cerca, como fator contribuinte para os seus sucessos. Refiro-me à tolerância, à justiça, a gentileza, ao amor e no bom humor, como boas formas de realizar sonhos!

Mesmo quando não consigamos entender porque as coisas acontecem, temos de crer  no bem como uma forma de energia permanente e crescente, desde o início dos tempos. Acreditar na força propulsora do sucesso,  nos  direitos humanos e na dignidade da pessoa! Nossas  crenças podem sofrer, mas não podem se abalar, com as possibilidades de não se  transformarem em realidades. Nem para nós, nem para terceiros! 

As ideias demoram um tempo razoável desde quando conquistam nossos corações e mentes até se incorporarem efetivamente à vida de outros. Mas manter o rumo certo é mais importante do que a velocidade.

Tudo que seja bem feito, de boa-fé, é uma conquista, que consiste em não querer passar à frente dos outros, sob qualquer preço. Temos sempre de carregar bons sentimentos, gerando uma atitude positiva de querer bem às  pessoas  em geral. Um dos segredos da vida é jamais dar reciprocidade a maus-sentimentos. Quando falo do bem, não me refiro a algo ascético, sisudo, circunspecto, que não perde o vinco nem desmancha o cabelo. Ao contrário, falo  de  um bem que não sacrifica a alegria de viver, que tem olhos que realmente vejam, que se amassa e se descabela. Que sabe escolher no que acredita, que no final, tudo acaba bem. Se ainda não está bem, é porque não chegou ao fim.

Devemos crer que temos de viver sob o império da justiça dos homens. Sei que ela tarda, às vezes falha, mas que um dia ela chega! Precisamos fazer o que precisa ser feito  merece ser bem feito, dentro do real, no presente e no futuro.

Entre esses pensamentos, temos de acreditar no amor próprio e no dos companheiros de jornada, ou seja, tudo que possa nos dar paz e segurança nos caminhos da vida. É bom, muito bom, gostar das pessoas como uma atitude padrão. Sejam sempre generosos.  No  balanço final da vida, somos julgados pelo que se fez, por dever, por amor ou compaixão. De uma  pessoa por uma causa ou por outros.

Como muitos, sou de origem simples e,  a custo da Educação Pública, fui transformado em Engenheiro, graças aos meus cursos do ensino público iniciais e à Bolsa de Estudos da FAB  que  me permitiu levar a vida que me trouxe a este momento! São dívidas que contraí perante a Sociedade e que jamais conseguirei pagar, senão pelo trabalho sério e dedicado!

Por fim, tenham bom humor. Não se levem a sério demais. O humor pode ter malícia, mas não maldade. Ou seja: se a crítica pode não ser construtiva, é preciso refletir se ela é cabível e necessária. Chego agora numa boa hora para terminar. Senhores e senhoras, amigos, convidados e, importante, os Professores, dignos da nobre profissão que abraçaram! Agradecemos suas presenças nesta solenidade e na vida de cada um dos Engenheiros hoje transformando a Sociedade. Aqui se celebra o sucesso da educação que os preparou para a vida.

Mas não se esqueçam de ser felizes. Lembrem-se que a felicidade tem mais a ver com atitudes do que com circunstâncias. Voem alto, mergulhem fundo, encontrem o próprio caminho. Não tenham medo de tentar, de  recomeçar, de insistir. O maior fracasso é não partir!!!

Sigam em  paz. Sejam bons, justos, afetuosos  e tolerantes. Com gentileza e bom humor, o mundo se atirará a seus pés! Muito obrigado por estes momentos inesquecíveis que me proporcionaram e sejam felizes!!!

Clique aqui e confira fotos da reunião na AEAS onde houve o anúncio do Profissional do Ano

Clique aqui e confira fotos do evento

Clique aqui e confira mais fotos do evento