Notícias

Anuncie

Eventos

Voltar

Seminário 'Hidrovia Já' debate setor e avança com garantia de implantação

Imagem Seminário

A Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos (AEAS) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-SP) promoveram nesta terça-feira (18/09), a sexta edição do Seminário Hidrovias Já – o Canal da Produtividade e do Desenvolvimento, que contou com a participação de autoridades e profissionais ligados ao setor, dentre os quais o secretário de Logística e Transporte do Estado de São Paulo, Mário Mondolfo, o secretário municipal de Assuntos Portuários, Indústria e Comércio de Santos, Omar Silva Júnior e o diretor de Relações com o Mercado e Comunidade da Codesp, Cleveland Sampaio Lofrano, que divulgou a abertura do processo de cadastro para empresas interessadas em utilizar o modal hidroviário para o transporte de cargas.

“Temos urgência em mudar a matriz de transporte no Porto de Santos, pois hoje 60% do volume de cargas vêm pelo meio rodoviário e, segundo levantamento, existe uma expectativa de aumento de movimentação de cargas de 130 milhões de toneladas (2017) para 205 milhões de toneladas (2030)”, explicou Lofrano, estimando que a rota hidroviária poderá movimentar cerca de 350 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) por ano.

Outro ponto de preocupação levantado pelo diretor de Portos da AEAS e organizador do evento, engenheiro Eduardo Lustoza, refere-se a questão ambiental e a necessidade de equilíbrio entre meio ambiente, economia e sociedade. “As margens da hidrovia são áreas verdes que vêm sendo ocupadas de forma irregular provocando a degradação do local. Daí a necessidade de pensarmos as vertentes para a implantação e operacionalização”.

Ainda no evento, Eduardo Lustoza defendeu a implantação de 21 pontos chamados de  Zona de Apoio Logistico (ZAL) industrial , instaladas ao longo da área de navegação das barcaças. “Mesmo com o cenário atual de crise, as oportunidades são atraentes do ponto de vista público e comercial, visando trazermos o crescimento logístico e industrial necessários para voltarmos a crescer”, defendeu o engenheiro.

No final, foi formado um grupo de trabalho com o intuito de elaborar um termo de compromisso a fim de levar a esfera pública, visando facilitar a implantação da hidrovia na região, já contando com o apoio do Governo de Estado e da AGEM (Agência Metropolitana da Baixada Santista), representado no evento pelo seu diretor executivo, Ricardo Hourneaux de Moura.

Neste ano, o Seminário "Hidrovias Já" contou com transmissão ao vivo pelo facebook da AEAS.

Clique aqui e confira as fotos do evento.

Clique aqui e confira as apresentações.