Sobre a AEAS

Documentos Históricos

Imagem Documentos Históricos

" Acta da Assembléa de Fundação da Associação dos Engenheiros e de Santos, realisada a vinte e nove de outubro de mil novecentos e trinta e sete.


Aos vinte e nove dias do mêz de outubro de mil novecentos e trinta e sete, às vinte e uma horas, no predio em que funcciona a Repartição do Saneamento de Santos, presente os engenheiros que assignaram o livro de presença, o Engenheiro Octávio Mendoça, em nome da Comissão Organizadora, abriu os trabalhos da presente assembléa, expondo os fins da mesma reunião. Pedindo a palavra, o Engenheiro Victor de Lamare propôz que todos os presentes se apresentassem pessoalmente o que foi aprovado e, a seguir, executado por todos. O Engenheiro Octávio Mendonça convidou então o Engenheiro Egydio Martins para que assumisse a presidência da Assembléa, o qual acceitando a incumbência, convidou, por sua vez, os Engenheiros João Cardoso de Mendonça e Eduardo Corrêa da Costa Junior para completarem a mesa, como secretários. Depois de empossada sob palmas, a mesa acima designada, o Presidente fez uma saudação aos presentes e convidou o Engenheiro Ismael de Souza para expor detalhadamente os fins da reunião e o objectivo da Comissão Organizadora.

O Engenheiro Ismael de Souza fez a seguir uma interessante palestra sobre a necessidade, vantagens e afins da organisação de uma sociedade destinada a congregar todos os profissionais que trabalham em Santos nos vários ramos de engenharia, sendo esta palestra muito applaudida. A seguir o Secretário Mendonça leu os vários telegramas de cumprimentos e adhesões de collegas, que se achavam sobre a mesa, tendo então o Presidente solicitando que a Assembléa se manifestasse sobre o nome a dar à sociedade que no momento se estava fundando. Depois de discutindo o assumpto foi por unanimidade vencedora a proposta do Engenheiro Victor de Lamare, para que fosse acceita a suggestão que havia partido da Comissão Organizadora, ficando aprovado que a denominação fosse a de " Associação dos Engenheiros de Santos ".

A seguir, tambem por proposta do Engenheiro Victor de Lamare, foi nomeada uma comissão encarregada de elaborar o projecto dos Estatutos Sociais, a qual ficou composta dos Engenheiros Paulo Martins, Sylvio Passarelli, Antonio Freire, Thomaz Amarante e Cyro Pupo, e que deverá distribuir o respectivo trabalho em uma cópia mimeographada a todos os presentes, até o dia treze de novembro vindouro. Propôz ainda o Engenheiro Victor de Lamare que a assembléa se reuna novamente às vinte e meia hora do dia dezessete de novembro próximo futuro, no mesmo local, afim de se proceder à leitura e aprovação dos Estatutos e eleição da Diretoria.

Depois de aprovadas as propostas do Engenheiro Victor de Lamare, o Engenheiro Cyro Pupo propõe e é aprovado por aclamação que a actual mesa presida às assembléas preparatórias até à eleição da Directoria definitiva. Pedindo então a palavra o Engenheiro Benedicto Pereira Nogueira suggere a todos os presentes que, na próxima assembléa, para aprovação de Estatutos, todos tragam escriptas as propostas que devam apresentar como emendas ao projecto de estatutos e termina pedindo que o Engenheiro Victor de Lamare seja saudado com uma salva de palmas por ser o collega mais antigo presente à assembléa, sendo esta proposta imediatamente correspondida pela assistencia. Nada mais havendo a tratar o Presidente agradece em seu nome e no dos Secretários a confiança que acabam de merecer dos collegas, agradece igualmente a presença de todos e declara encerrando os trabalhos da presente Assembléa da qual se lavra para os devidos effeitos, a presente acta. Santos, 29 de outubro de 1937 ".